Notícias

Reassentados vendem produtos no Dia da Mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher o Ministério do Desenvolvimento Agrário promoveu, na sexta-feira, dia 8, uma feira com o oferecimento de diversos serviços para a população como a exposição e comercialização de produtos agrícolas e de artesanato, emissão gratuita de documentos e a divulgação de informações referentes à saúde da mulher.

 

O evento, que ocorreu na sede do Incra, contou com a parceria da Santo Antônio Energia e EMATER. A concessionária levou moradores dos reassentamentos Riacho Azul, São Domingos, Novo Engenho, Santa Rita, Morrinhos e Vila Nova de Teotônio para que apresentassem seus produtos. Foram comercializados legumes, frutas, cereais e hortaliças plantados nos reassentamentos. Milho verde e doces derivados do milho como bolos, curau e pamonha foram oferecidos aos visitantes. As moradoras também venderam produtos de artesanato confeccionados em cursos promovidos pela concessionária em parceria com a Emater. Panos de prato caprichosamente bordados, tapetes e biojóias “encheram os olhos” dos visitantes.

 

Rosicléia Batista, de 33 anos, fez no ano passado os cursos de corte e costura e de pintura em tecido no reassentamento Novo Engenho. Ela aproveitou a feira para vender os panos de prato que fez com as técnicas aprendidas. “Amei fazer os cursos. Valeu muito a pena porque, além de ser uma terapia, posso vender as peças, o que me garante uma renda a mais”, declarou.

 

Pelas mãos das mulheres do reassentamento Vila Nova de Teotônio nasceram lindas biojóias, que são bijuterias feitas a partir de frutos e sementes de árvores da região como o Açaí, a Macaúba, o Patuá e o Tucumã. O curso de biojóias foi promovido por Furnas no ano passado. “Eu usei sementes de Açaí para fazer colares e espero vender tudo aqui na feira”, disse Maria Joana Rodrigues, de 36 anos.