Notícias

Empresa reforça combate à malária

A Santo Antônio Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, concluiu mais uma etapa da entrega, instalação e mobilização social dos Mosquiteiros Impregnados de Longa Duração (Mild) nas localidades das três regiões de saúde previstas. Esta etapa é uma parceria entre a concessionária, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e o projeto Fundo Global de Combate à Malária, ligado ao Ministério da Saúde.

Ao todo foram entregues 17.500 nesta etapa, que teve duração de sete meses. As regiões atendidas foram a 5ª região de saúde, localidades não contempladas na primeira etapa, 3ª região de saúde (Distrito de Jacy-Paraná e demais localidades) e 9ª região de saúde (Distrito de Rio Pardo e demais localidades), bem como as aldeias indígenas Karipuna e Karitiana, localizadas na área de influência da usina Santo Antônio. Cerca de 6 mil famílias foram contempladas.

O trabalho realizado já contribuiu significativamente para a redução dos casos da doença em Porto Velho. Em 2011, a redução foi de 30% dos números de casos em relação ao ano de 2010. Em 2012, houve uma redução de 10% entre janeiro a julho em relação ao mesmo período do ano passado. No caso de malária causada por Plasmodium falciparum, a forma mais grave da doença, Porto Velho apresenta ao longo dos últimos anos redução significativa em relação ao total de casos.

Na primeira etapa, realizada pela Santo Antônio Energia em parceria com a Semusa no período de 2009 a 2011, foram entregues e instalados mais de 14 mil mosquiteiros para as comunidades da 8ª região de saúde (assentamentos do Joana D’Arc e demais localidades da margem esquerda do rio Madeira) e comunidades selecionadas da 5ª região de saúde (baixo rio Madeira fluvial e terrestre). Estas ações fazem parte do Plano de Ação para o Controle da Malária da concessionária que está previsto no Plano Básico Ambiental (PBA) e é realizado em contrapartida à implantação da usina na região.

O investimento realizado pela concessionária neste programa já alcançou R$ 12,4 milhões, aplicados na compra dos Milds, veículos, equipamentos, contratação e qualificação de agentes, além de outros apoios às atividades de combate ao vetor da doença realizadas pela Semusa.

Milds

O diferencial dos Mosquiteiros Impregnados de Longa Duração, colocados ao redor das camas e redes, consiste na tela impregnada por um inseticida não prejudicial à saúde humana que inibe o contato do mosquito transmissor com a população. Com o aumento do uso deste instrumento de prevenção e controle é possível diminuir significativamente os índices de malária na região. Além disso, toda a campanha de entrega destes equipamentos é acompanhada por ações de educação em saúde e mobilização para o uso adequado dos mosquiteiros e sua conservação.