Notícias

Marechal Rondon é tema de exposição permanente do novo Centro de Memória Indígena e Memorial Rondon

Centro Cultural IndígenaAconteceu nesta quinta-feira a inauguração do Centro de Memória Indígena, com a abertura da exposição permanente “Rondon, o Marechal da Paz”. A exposição faz homenagem ao militar e sertanista brasileiro Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, responsável pela construção da linha telegráfica que ligava Cuiabá a Santo Antônio do Madeira, em 1915. A inauguração da exposição agora em 2015 tem um significado especial já que Rondon completaria 150 anos. Neste ano comemora-se também o centenário de conclusão da linha telegráfica.

A inauguração do conjunto de prédios contou com as presenças de descendentes do marechal Rondon. Representando a Santo Antônio Energia, frei Phillip Machado destacou que aquele evento servia de exemplo de como é possível o trabalho de parceria de diversas instituições com um objetivo só.

Quem também destacou as “parcerias” como fator determinante para a implantação do “Memorial Rondon”, foi o general Ricardo Augusto Costa Neves, comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva. Segundo ele, “a concretização de um projeto desta natureza, onde nós cultuamos a história, as tradições do nosso povo, ela só é possível quando os parceiros se unem e dão as mãos e resolvem trabalhar pelo bem comum. Neste caso, do Memorial Marechal Rondon, a Santo Antônio Energia é um parceiro de primeira hora e é uma incentivadora da cultura e da história da nossa região”.

A exposição conta a vida do sertanista com projeção de documentários, fotos raras, textos e objetos usados por ele que somam mais de 400 itens. Um dos destaques é a reprodução do último posto telegráfico construído pelo marechal.

A exposição acontece no Centro Cultural Indígena e Memorial Rondon construído pela Santo Antônio Energia no entorno da capela de Santo Antônio. Os prédios fazem referência à organização de uma comunidade indígena. As construções são interligadas por passarelas cobertas, com acessibilidade. As edificações são climatizadas e não obstruem a vista da capela de Santo Antônio. As ações da concessionária também abrangeram obras de urbanismo, com trabalhos de pavimentação, calçamento, bancos e lixeiras.

A exposição Rondon, o Marechal da Paz, possui as parcerias da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, Assembleia Legislativa, Governo de Rondônia, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Superintendência do Patrimônio da União (SPU), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Rondônia (Fecomércio), Fiero e Termonorte. A abertura ao público será a partir desta sexta-feira, das 10h às 16h.

Comentários desativados em Marechal Rondon é tema de exposição permanente do novo Centro de Memória Indígena e Memorial Rondon