Notícias

Dia da Mandioca movimenta o reassentamento Riacho Azul

O Dia da Mandioca movimentou o reassentamento Riacho Azul, localizado na margem esquerda do rio Madeira, a cerca de 20 quilômetros de Porto Velho. A festa foi realizada dia 11 de junho pela Emater, com o apoio da Santo Antônio Energia, para divulgar os bons resultados do cultivo da  mandioca e da produção da farinha, que é seu principal derivado.

Conforme dados da Emater, Rondônia produz 545.000 toneladas de mandioca por ano, sendo o município de Porto Velho o maior produtor. A média da produção no Estado é de 60 sacas de farinha de mandioca por hectare. No reassentamento Riacho Azul, este número é de 100 sacas por hectare, sendo cada saca de 40 a 50 quilos. Há casos de famílias que registram produtividade de até 150 sacas de farinha por hectare.

A alta produtividade do Riacho Azul se deve à dedicação e ao trabalho das famílias e também ao plantio mecanizado da mandioca e à adubação. Se antigamente o plantio manual de um hectare demorava três dias, hoje é feito em menos de duas horas. A patrulha agrícola e os insumos foram entregues pela Santo Antônio Energia para a associação, e a assistência técnica com o preparo do solo foi feita pela Emater.

A festa do Dia da Mandioca também divulgou informações técnicas sobre o manejo e conservação do solo, prevenção de pragas e doenças e as fases do preparo da farinha, bem como sua classificação pelo tamanho do grão, cor e consistência. Os momentos mais animados foram os concursos do maior descascador de mandioca e o da maior raiz que premiou o agricultor Lucivaldo Monteiro que apresentou uma raiz de 4,52m.