Geração

A matriz energética brasileira é caracterizada pela grande participação das fontes renováveis, principalmente a água, para a produção de energia elétrica. A Hidrelétrica Santo Antônio contribui para a manutenção deste perfil e, ao mesmo tempo, para o aumento da oferta de energia em todo o território nacional. Além disso, por adotar o modelo fio d’água (com reservatório reduzido), teve o impacto ambiental também significativamente diminuído.

Construída no rio Madeira, em meio à floresta amazônica e a 7 km do centro da capital Porto Velho (RO), a geradora entrou em operação em 30 de março de 2012.

Atualmente, 50 turbinas estão em operação comercial, com potência total de 3.568,00 Megawatts de energia. Esta energia equivale ao suficiente para atender ao consumo de mais de 45 milhões de pessoas.

Atualmente a produção da Hidrelétrica Santo Antônio beneficia tanto os consumidores locais quanto aqueles localizados nas demais regiões do país. Isto porque, a usina já está conectada ao SIN (linha de 500 kV de Cuiabá) e também abastece o sistema Acre-Rondônia (atende por 70% do consumo total dos dois estados).

Esta geração aumenta a quantidade, qualidade e confiabilidade da energia elétrica disponível na região, o que é um importante fator de atração para a indústria e comércio – contribuindo, portanto, para o aquecimento da atividade econômica. Além disso, a produção da Hidrelétrica Santo Antônio permite o desligamento das usinas térmicas abastecidas por óleo diesel (que tradicionalmente abastecem os dois estados), que apresentam elevado custo de operação e grande volume de emissões de gases causadores do efeito estufa.

Popups Powered By : XYZScripts.com