Notícias

Empresa participa do XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos

A Santo Antônio Energia participou do XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos realizado no final do ano passado na cidade de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Na ocasião, a concessionária apresentou para profissionais do setor de recursos hídricos do Brasil e do exterior dois trabalhos que foram a modelagem matemática da qualidade da água na região do reservatório da hidrelétrica e à jusante do empreendimento, e a comparação entre os resultados previstos e os observados em campo.

Com a modelagem foi possível realizar a gestão dos impactos previstos durante o enchimento do reservatório sobre a qualidade da água, otimizar a supressão vegetal, diminuir o tempo da análise dos resultados  e o principal, não registrar ocorrência ambiental relacionada à ictiofauna, que são as espécies de peixes que habitam determinada região.

O segundo trabalho realizou uma comparação entre o prognóstico da modelagem e o que foi de fato observado em campo durante o enchimento do reservatório pelo monitoramento da qualidade da água, considerando, especialmente, o oxigênio dissolvido.

Para a bióloga Carolina Mariani, responsável pelos trabalhos na hidrelétrica Santo Antônio, participar do simpósio reflete a clareza e a transparência da concessionária. “No monitoramento do enchimento do reservatório atuamos com ferramentas sofisticadas que garantiram estes bons resultados. Nos dispomos a mostrar nossas ações para o público externo, o que demonstra a disponibilidade da concessionária em abrir para a comunidade científica os dados que produz, permitindo que este conhecimento seja replicado em outros empreendimentos”, explica.

Além da Santo Antônio Energia, o trabalho de modelagem teve participação de profissionais da Odebrecht e da Hicon Engenharia. No segundo trabalho as mesmas empresas tiveram o reforço da Ecology Brasil.

Promovido pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos, o simpósio é considerado a principal referência na área de recursos hídricos no Brasil por trazer contribuições técnicas e permitir a troca de experiências entre profissionais do país e do exterior.